THOMAZ BELLUCCI

 

Bellucci não passa da estreia em Eastbourne
Tenista número 1 do Brasil segue se preparando para Wimbledon

 

Eastbourne (Inglaterra) – O paulista Thomaz Bellucci (Claro/ Embratel/ Wilson/ CBT/ IMM) não coseguiu avançar no ATP 250 de Eastbourne. Em seu primeiro torneio de grama desta temporada, o brasileiro foi superando, nesta segunda-feira, pelo sul-africano Kevin Anderson, por 6/3 6/1, na rodada de estreia do torneio.
O tenista número 1 do Brasil e 53o. do mundo segue sua preparação para a grama de Wimbledon, onde jogará simples e duplas.

 

 

Bellucci embarca para torneios de grama na Inglaterra
Tenista número 1 do Brasil joga Eastbourne e Wimbledon, sepois segue para a gira europeia de saibro

 

São Paulo – Depois de quase três semanas treinando, o paulista Thomaz Bellucci (Claro/ Embratel/ Wilson/ CBT/ IMM) está de volta ao circuito, visando sua participação nos torneios do segundo semestre.
O tenista número 1 do Brasil e 52o. do mundo embarca na noite desta quarta-feira para a Inglaterra para a disputa de dois torneios de grama: o ATP 250 de Eastbourne e Wimbledon. Depois, seguirá para a gira euopeia de saibro para jogar o ATP 250 de Gstaad, o ATP 250 de Bastad e o ATP 250 de Kitzbuhel.
 
Bellucci fez toda a sua preparação para os torneios de grama em quadra rápida. “Como aqui no Brasil não conseguimos treinar na grama, fazemos a preparação em quadra rápida. Por isso, é sempre bom chegar com uns dias de antecedência para uma melhor adaptação à grama. Treinei muito bem aqui. No ano passado fiz bons jogos na grama e espero manter isso esse ano”, afirmou Bellucci.
“É sempre um pouco diferente jogar em grama, peculiar, porquê às vezes você pode pegar caras que no saibro ou na rápida você pode ganhar facilmente, mas que na grama o cara complica. No sorteio acaba sendo importante pegar uma primeira rodada mais tranquila, um cara que te dá mais ritmo”, explicou o brasileiro.
 
Até agora, Bellucci jogou 15 torneios na temporada e segue confiante para o segundo semestre: “Eu esperava um pouco mais de mim nesse primeiro semestre. Bati na trave em uns três, quatros jogos que, se tivesse vencido, teria feito a diferença. Mas não adianta ficar olhando para trás. Tenho que pensar positivo, olhar para frente e seguir confiante para um bom segundo semestre”, avaliou Bellucci.

 

 

HOME