TENISTAS BRASILEIROS

 

Thiago Monteiro é superado por Bernard Tomic no Miami Open
Brasileiro disputa agora série de torneios na Europa

 

O tenista brasileiro Thiago Monteiro foi eliminado nesta quinta-feira na estreia da chave principal do Miami Open. Depois de passar o qualifying ele não conseguiu superar o australiano Bernard Tomic, 81o colocado no ranking, perdendo por 6/4 6/1.
"Foi um jogo duro. O Tomic tem um jeito de jogar bem diferente, sem peso, variando bem a bola e sacando bem. É um encaixe difícil. No primeiro set tive chance de voltar para o jogo, mas depois ele devolveu muito bem e me quebrou. No segundo ele jogou bem melhor nos momentos importantes, me pressionou bastante e cresceu no jogo,"analisou Thiago. "Hoje  não me senti tão bem como nos outros dias e isso custou um pouco para jogar em um alto nível que precisaria para vencer o jogo."
O cearense agora parte para a Europa onde disputa três torneios da série Challenger, na Espanha, já a partir da semana que vem. O primeiro é em Marbella, seguindo para Alicante e Murcia.
 
SOBRE THIAGO MONTEIRO

Thiago Monteiro nasceu no dia 31 de maio de 1994, em Fortaleza, no Ceará. Canhoto, começou a jogar tênis aos 8 anos de idade. Marcou a sua primeira vitória em um torneio ATP, em 2016, no Rio Open, ao derrotar Jo-Wilfried Tsonga.  Alcançou as primeiras quartas da carreira no Brasil Open, naquele mesmo ano, entrando no top 100 pela primeira vez. O melhor ranking da carreira veio em 2017, na posição de número 74. Neste ano alcançou a primeira semifinal de ATP da carreira, em Quito. 
Atual 117o colocado no ranking mundial, o brasileiro tem carreira agenciada pela Linkinfirm de Marcio Torres e conta com o patrocínio da Angá Asset Management, Joma, Elemídia, Espaço Laser e Babolat.

 

 

Thiago Monteiro vence outra e entra na chave principal do Masters 1000 de Miami
Brasileiro enfrenta Tomic na primeira rodada

 

O Miami Open terá um brasileiro na chave principal de simples da competição. Nesta quarta-feira, o cearense Thiago Monteiro, 117o. colocado no ranking mundial, garantiu vaga no Masters 1000 ao derrotar o sul-africano Lloyd Harris (96o) por 7/6(5) 7/6(2) e já deve voltar a jogar a primeira rodada da chave nesta quinta, diante do australiano Bernard Tomic.
 
"Estou muito feliz em voltar a disputar uma chave de Masters 1000, principalmente depois de ter ganhado dois jogos contra tenistas especialistas em quadra dura," disse Thiago. "Fiz uma boa preparação na semana anterior ao torneio e venho jogando bem. Era um grande objetivo voltar a jogar um Masters 1000. É sempre gratificante poder jogar um torneio deste porte e estar junto dos maiores tenistas do mundo."
 
Para o primeiro confronto da chave principal, Thiago Monteiro enfrentará outro tenista especialista na quadra rápida, o australiano Bernard Tomic, 81o. colocado no rankind mundial, em um confronto inédito. "Já devo jogar nesta quinta-feira de novo. Ele é um jogador duro que tem seus dias inconstantes, mas está em um alto nível há muito tempo. Ele vem bem preparado e vem jogando bem ultimamente. Vou precisar estar concentrado nas coisas boas que venho fazendo e entrar em quadra com a tática certa para fazer um bom jogo contra ele."
 
SOBRE THIAGO MONTEIRO

Thiago Monteiro nasceu no dia 31 de maio de 1994, em Fortaleza, no Ceará. Canhoto, começou a jogar tênis aos 8 anos de idade. Marcou a sua primeira vitória em um torneio ATP, em 2016, no Rio Open, ao derrotar Jo-Wilfried Tsonga.  Alcançou as primeiras quartas da carreira no Brasil Open, naquele mesmo ano, entrando no top 100 pela primeira vez. O melhor ranking da carreira veio em 2017, na posição de número 74. Neste ano alcançou a primeira semifinal de ATP da carreira, em Quito. 
Atual 117o colocado no ranking mundial, o brasileiro tem carreira agenciada pela Linkinfirm de Marcio Torres e conta com o patrocínio da Angá Asset Management, Joma, Elemídia, Espaço Laser e Babolat.

 

 

Thiago Monteiro comemora primeiro título de 2019 e já vai para a Copa Davis
Tenista cearense sobe 19 posições com troféu no Uruguai e se aproxima do top 100

 

O tenista brasileiro Thiago Monteiro conquistou seu primeiro título de 2019 neste domingo (27) em Punta del Este, no Uruguai. Em final contra o argentino Facundo Arguello, o cearense virou com parciais de 3/6 6/2 6/3. Este é o segundo título de Monteiro no circuito Challenger. O primeiro veio em 2016, na cidade francesa de Aix en Provence, também no saibro. A vitória fez o tenista de 24 anos subir 19 colocações no ranking da ATP, alcançando a 107ª posição nesta segunda (28). Ele também levou a premiação de US$ 54 mil.
"Estou muito feliz por este título depois de tanto tempo. É resultado do trabalho que estamos fazendo há seis meses com o argentino Fabian Blengino. Fico contente por ter superado essa semana e virado na final. O Arguello jogou em um nível altíssimo no primeiro set, mas eu me mantive positivo e concentrado no que precisava fazer. Do meio da partida até o final consegui atingir um nível ótimo de tênis para buscar o jogo", afirmou Monteiro.
O cearense não terá descanso e já está viajando para Uberlândia, onde a equipe do Brasil disputa a primeira fase da Copa Davis diante da Bélgica. Os jogos serão nos dias 1 e 2 de fevereiro.
"Vou me preparar com tudo para esse confronto com a Bélgica, que é muito importante, além de toda a gira da América do Sul, que pode ser muito boa para mim", completou Monteiro, que depois segue para o ATP de Buenos Aires, o Rio Open e o Brasil Open.


SOBRE THIAGO MONTEIRO

Thiago Monteiro nasceu no dia 31 de maio de 1994, em Fortaleza, no Ceará. Canhoto, começou a jogar tênis aos 8 anos de idade. Marcou a sua primeira vitória em um torneio ATP, em 2016, no Rio Open, ao derrotar Jo-Wilfried Tsonga.  Alcançou as primeiras quartas da carreira no Brasil Open, naquele mesmo ano, entrando no top 100 pela primeira vez. O melhor ranking da carreira veio em 2017, na posição de número 74. Neste ano alcançou a primeira semifinal de ATP da carreira, em Quito. 
Atual 107o colocado no ranking mundial, o brasileiro tem carreira é agenciada pela Linkinfirm de Marcio Torres e conta com o patrocínio da Angá Asset Management, Joma, Elemídia, Espaço Laser e Babolat.

 

 

 

 

 


 

Voltar

 

HOME