TORNEIOS

 

Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines: catarinense e paulista vão para Paris
Mateo Reyes e Ana Paula Melilo comemoraram o título neste domingo (15) na capital mineira e disputarão o qualifying juvenil de Roland Garros, no final de maio, com os vencedores da Índia e da China. Quem ganhar entre os países entra direto na chave principal juvenil do torneio francês

 

Belo Horizonte (MG) – O catarinense Mateo Reyes - cabeça de chave 1 - e a paulista Ana Paula Melilo - cabeça 3 - são os campeões do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines, que terminou neste domingo (15), no Pampulha Iate Clube (PIC), em Belo Horizonte (MG). Na final, Mateo venceu o paulista Rafael Silva por 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/3 e 7/6 (7-5), e Ana Paula derrotou a goiana Lorena Cardoso, por 2 a 0 - 6/2 e 6/2.

Os campeões Mateo e Ana Paula garantiram vaga no qualifying juvenil de Roland-Garros, no final de maio, em Paris, na França. Eles jogarão o quali com os vencedores dos torneios Roland-Garros Junior Wild Card Competition, em parceria com a Longines, da Índia e da China - que tiveram seletivas disputadas simultaneamente à do Brasil. Quem ficar com o título entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros.

O PIC teve um dia de fortes emoções, que foram do riso da paulista Ana Paula, ao choro de Mateo, equatoriano, nascido em Quito, que tem dupla nacionalidade - seu pai, o arquiteto Carlos Reyes, nasceu no Equador, enquanto a mãe, a nutricionista Geysa, é brasileira.

Mateo, 17 anos, derrotou Rafael, de 16 anos, na partida mais longa e emocionante da competição. “Foi um jogo muito difícil e disputado. Cheguei a pensar que perderia, quando ele abriu 5/2 no terceiro set. Mas nada está, nunca, perdido. Corri atrás, consegui empatar e venci no tie-break. Estou muito feliz, pois vou a Roland-Garros. É como um sonho. Não pensava que isso pudesse acontecer tão cedo na minha carreira”, comemorou.

Ele joga por Santa Catarina, estado onde mora, e começou no tênis apenas aos 10 anos, ainda em Quito. “Morávamos lá. Quando fiz 11 é que viemos para o Brasil, para Florianópolis. Acabei indo jogar longe de casa, em Itajaí. Como estava dando certo, fui estudar lá também. Mudei para Itajaí, enquanto meus pais ficaram em Florianópolis. Mas lá consegui evoluir e chegar no nível em que estou hoje”, explicou.

Para Mateo, Roland-Garros, até este domingo, era muito distante. “Eu sonhava, desde que comecei, a ser um jogador de tênis. Mas o mais perto que cheguei de um Grand Slam foi pela televisão. Ficava assistindo, aliás, assisto a todos os torneios que posso. Agora vou a Paris e jogar em Roland-Garros. É um sonho”, completou.

No feminino, o sonho virou realidade para Ana Paula - A final feminina foi a primeira a ser disputada neste domingo. Tanto para a paulista Ana Paula Melilo, de 17 anos, como para a goiana Lorena Cardoso, de 14 anos, a chance de viver um sonho e realizá-lo, pois em jogo estava a oportunidade de ir a Paris, ali, bem pertinho, a uma partida. Ana Paula conseguiu tornar seu sonho realidade. E teve motivos para festejar, pois a mãe, Rita Cavalcante, saiu de São Paulo para Belo Horizonte, para torcer para a filha. “É emoção demais", garantiu.

A vitória veio, segundo ela, pelo planejamento. “Tracei um plano, uma estratégia. Tinha de manter a minha rival no fundo de quadra. Se a deixasse subir à rede ou movimentar-se, estaria em apuros. Hesitei em alguns saques, mas consegui equilibrar novamente e, assim, cheguei à vitória e estou em Roland-Garros. Nunca havia pensado nessa possibilidade até agora”, comemorou.

Ana Paula analisa sua campanha dizendo que passou do nervosismo à tranquilidade para chegar ao título e à vaga. “No primeiro jogo, eu estava muito nervosa, pelo nível e importância do torneio. Mas tinha de dar uma resposta a mim mesma. Depois disso, fui crescendo jogo a jogo e consegui o meu principal objetivo. Agora é pesquisar quem serão minhas adversárias, mas antes, quero aproveitar, muito, essa vitória”.
O torneio, disputado desde quinta-feira (12), no PIC, teve a participação de 32 tenistas juvenis, até 18 anos, vindos de oito estados do País e do Distrito Federal. Realizado em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, o Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines contou com representantes do Amazonas, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e do Distrito Federal.

A Plataforma "Rendez-vous à Roland-Garros"

O "Rendez-vous à Roland-Garros" faz parte do desenvolvimento do torneio Roland-Garros no exterior.

A Federação Francesa de Tênis firmou um acordo com a Confederação Brasileira de Tênis, desde 2015, que permitiu a organização do Roland-Garros Junior Wild Card Competition, em parceria com a Longines, por três anos, um torneio infantojuvenil no Brasil que deu a possibilidade aos melhores brasileiros de ganhar o seu espaço dentro da chave principal júnior de Roland-Garros.

Hoje, o "Rendez-Vous à Roland-Garros" evoluiu e se tornou uma plataforma de eventos, tendo como a primeira etapa o Roland-Garros Junior Wild Card Competition, em parceria com a Longines, na cidade de Belo Horizonte. Esta nova estratégia será então dividida em vários aspectos:

• O "RGeSeries by BNP Paribas" será a disputa  em torno de um jogo de videogame de tênis em que as finais mundiais terão lugar no estádio Roland-Garros durante o torneio;
• A certificação dos mais belos clubes brasileiros de saibro com a certificação "Roland-Garros Club";
• E o RG amateur Series by Peugeot, circuito de Torneios Amadores em todo o Brasil.

“Nosso acordo de cooperação assinado há quatro anos com a CBT está provando ser um verdadeiro sucesso. Nós estamos, portanto, satisfeitos em poder aumentar ainda mais o local que Roland-Garros ocupa no coração dos brasileiros, que evidentemente tem uma relação privilegiada com nosso torneio após as três vitórias de Gustavo Kuerten em Porte d’Auteuil” explica Bernard Giudicelli, Presidente da Federação Francesa de Tênis.


Sobre a Longines - Com sede em Saint-Imier, na Suíça, desde 1832, a casa de relojoaria Longines tem know-how forjado na tradição, elegância e desempenho. Herdeira de longa experiência como cronometrista de campeonatos mundiais ou parceira de federações internacionais, a Longines vem construindo, ao longo dos anos, laços fortes e duradouros com o mundo do esporte. Reconhecida pela elegância de seus relógios, a Longines é membro do Swatch Group S.A., fabricante líder mundial de produtos de relojoaria. Usando uma ampulheta alada como seu emblema, a marca está estabelecida em mais de 150 países.


Roland-Garros tem página em português - Para se aproximar ainda mais dos fãs brasileiros, Roland-Garros lançou uma fan page em português. A página terá também informações do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines.
Segue o link: https://www.facebook.com/RolandGarros/?ref=br_rs

 

 

Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines: Nalanda, uma menina que sonha alto
Torneio começou a ser disputado nesta quinta-feira (12) no Pampulha Iate Clube, em Belo Horizonte (MG), e entre os 16 jogos realizados destaque para Nalanda da Silva, de Minaçu, em Goiás, que quer ser profissional e chegar a número 1 do mundo

 

Belo Horizonte (MG) – A disputa por uma vaga para o qualifying juvenil de Roland Garros começou nesta quinta-feira (12), em Belo Horizonte (MG). A rodada de abertura do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines  foi realizada nas quadras do Pampulha Iate Clube (PIC), com 16 jogos, 8 na chave masculina e 8 na chave feminina. Entre os juvenis que participam do torneio, estão algumas histórias emocionantes, de superação e sonho, como a de Nalanda Teixeira da Silva, de apenas 15 anos, menina pobre de Minaçu, no interior de Goiás, que foi o destaque do primeiro dia de competições, derrotando a manaura Thássane Abrahim por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4. A competição reúne 32 tenistas juvenis, até 18 anos, vindos de oito estados do País e do Distrito Federal. Os campeões - masculino e feminino – garantem lugar no quali do Grand Slam francês, no final de maio, em Paris.

A história de Nalanda começa aos 9 anos, quando foi levada por uma amiga para brincar de tênis, num projeto social de sua cidade, apadrinhado pela extinta Sama, empresa do ramo de amianto, que fechou no ano passado, onde seu pai, Ednaldo trabalhava. A mãe, Simone, era professora. A simples brincadeira ganhou tons de seriedade, quando Laurent Philippe, técnico francês que dirigia o projeto e trabalhou na Federação Francesa de Tênis, a viu jogar e convidou para entrar na equipe. “Gostei do jogo e decidi que queria ser tenista. Foi assim que tudo começou”, explicou Nalanda.

Como integrante do Projeto Social, ela passou a treinar forte e logo estava disputando os primeiros torneios. As vitórias se sucederam e, com a mudança do treinador para Goiânia (GO), acabou indo com ele. “Fui treinar e estudar lá. No ano passado, o projeto acabou e segui junto para Goiânia. Meu pai ficou desempregado e, por isso, ele e minha mãe também mudaram para a Capital”.

Mas, uma nova mudança ainda estava por vir. Depois de dois meses em Goiânia, Laurent, o treinador, foi convidado para ir para o Rio de Janeiro, para cuidar da formação de jovens tenistas da Tennis Route, projeto que é capitaneado por João Zwestch, técnico do Brasil na Copa Davis.

“O Laurent me levou junto. Isso significou uma mudança muito grande na minha vida, pois hoje continuo estudando, mas faço isso à distância, pelo site de uma escola de Goiânia”.

O tênis tornou-se a razão da vida de Nalanda. “Eu quero ser profissional. Quero mais: ser a melhor do mundo. Vou tentar ser profissional, disputar o Circuito Mundial, antes dos 18 anos. Sei que terei de trabalhar duro, mas tenho disposição para isso.” E ela está conquistando resultados importantes. Neste início de ano, ficou em segundo lugar nos 16 anos do Circuito Cosat, disputado em vários países da América do Sul. E está convocado para a Gira Européia, quatro torneios a partir de junho próximo.

Nesta quinta-feira (12), Nalanda teve a oportunidade de contar sua história para estudantes da Escola Municipal Professor Paulo Freire, da região da Pampulha, em Belo Horizonte. “Fiquei feliz em contar para eles. Foi bom”, garantiu.

O torneio - Realizado em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, o Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines será realizado até domingo (15), com tenistas do Amazonas, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e do Distrito Federal.

Os campeões em Belo Horizonte disputarão o qualifying em Paris com os vencedores dos torneios Roland Garros Junior da Índia e da China. Quem ficar com o título entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros.

François Rahme, presidente da Federação Mineira de Tênis (FMT), destacou a importância da disputa do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines no Brasil. “É um prazer poder sediar um evento da principal instituição mundial do tênis. Além disso é muito importante que Minas Gerais volte a ter torneios de alto nível e o Brasil siga recebendo, como fez nos três anos anteriores, uma seletiva para Roland Garros", afirmou. 

O atacante do América Mineiro, Rafael Moura, acompanhou os jogos da manhã e deu vários autógrafos para a garotada.

Resultados da primeira rodada
Feminino
Marina de Figueiredo (MG) 2 x 0 Isabela Bifano (SP) - 6/3 e 6/3
Lorena Cardoso (GO) 2 x 0 Priscilla Batista (SP) - 6/1 e 6/0
Nalanda Teixeira da Silva (GO) 2 x 0 Thássane Abrahim (AM) - 6/3 e 6/4
Namie Isago (SC) 2 x 1 Giovana Pereira (MG) - 7/6 (7-3), 6/7 (5-7) e 6/4 
Camilla Bossi (SP) 2 x 0 Giulia Aguiar (MG) - 6/1 e 6/0
Ana Paula Melilo (SP) 2 x 0 Júlia Klimovicz (PR) - 7/6 (7-3) e 6/3
Erika Cheng (SP) 2 x 0 Maria Vitória Salomão (MG) - 6/1 e 6/0 
Ana Luiza Cruz (SP) 2 x 0 Thais Andreotti (PR) - 6/0 e 6/4

Masculino
Mateo Reyes (SC) 2 x 0 Jackson Xavier (CE) - 6/2 e 6/4
Pedro Maciel (MG) 2 x 0 Victor Oliveira (SC) - 6/3 e 6/2
Lucas Dini (MG) 2 x 0 Matheus Queiroz (SP) - 6/2 e 6/3
João Loureiro (SC) 2 x 0 Miguel Danelon (PR) - 6/1 e 6/0
Rafael Silva (SP) 2 x 0 Pedro Dias (SC) - 6/2 e 6/2
Nino Portugal (DF) 2 x 0 Luiz Santos (PR) - 6/0 e 6/2
Victor Castro (PR) 2 x 0 Bruno Oliveira (MG) - 7/5 e 6/0
Gustavo Pinho (RJ) 2 x 1 Eduardo Taiguara (SC) - 6/3, 1/6 e 7/6 (7-3).

A Plataforma "Rendez-vous à Roland-Garros"

O "Rendez-vous à Roland-Garros" faz parte do desenvolvimento do torneio Roland-Garros no exterior.

A Federação Francesa de Tênis firmou um acordo com a Confederação Brasileira de Tênis, desde 2015, que permitiu a organização do Roland-Garros Junior Wild Card Competition, em parceria com a Longines, por três anos, um torneio infantojuvenil no Brasil que deu a possibilidade aos melhores brasileiros de ganhar o seu espaço dentro da chave principal júnior de Roland-Garros.

Hoje, o "Rendez-Vous à Roland-Garros" evoluiu e se tornou uma plataforma de eventos, tendo como a primeira etapa o Roland-Garros Junior Wild Card Competition, em parceria com a Longines, na cidade de Belo Horizonte. Esta nova estratégia será então dividida em vários aspectos:

• O "RGeSeries by BNP Paribas" será a disputa  em torno de um jogo de videogame de tênis em que as finais mundiais terão lugar no estádio Roland-Garros durante o torneio;
• A certificação dos mais belos clubes brasileiros de saibro com a certificação "Roland-Garros Club";
• E o RG amateur Series by Peugeot, circuito de Torneios Amadores em todo o Brasil.

“Nosso acordo de cooperação assinado há quatro anos com a CBT está provando ser um verdadeiro sucesso. Nós estamos, portanto, satisfeitos em poder aumentar ainda mais o local que Roland-Garros ocupa no coração dos brasileiros, que evidentemente tem uma relação privilegiada com nosso torneio após as três vitórias de Gustavo Kuerten em Porte d’Auteuil” explica Bernard Giudicelli, Presidente da Federação Francesa de Tênis. 

Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines
Local: Pampulha Iate Clube (Rua Gandu – entrada lateral do squash)
Data: 12 a 15 de Abril

Roland-Garros tem página em português - Para se aproximar ainda mais dos fãs brasileiros, Roland-Garros lançou uma fan page em português. A página terá também informações do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines.
Segue o link: https://www.facebook.com/RolandGarros/?ref=br_rs

Sobre a Longines - Com sede em Saint-Imier, na Suíça, desde 1832, a casa de relojoaria Longines tem know-how forjado na tradição, elegância e desempenho. Herdeira de longa experiência como cronometrista de campeonatos mundiais ou parceira de federações internacionais, a Longines vem construindo, ao longo dos anos, laços fortes e duradouros com o mundo do esporte. Reconhecida pela elegância de seus relógios, a Longines é membro do Swatch Group S.A., fabricante líder mundial de produtos de relojoaria. Usando uma ampulheta alada como seu emblema, a marca está estabelecida em mais de 150 países.

 

 

Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines começa nesta quinta-feira com 16 jogos
Torneio será realizado até domingo (15), no Pampulha Iate Clube, em Belo Horizonte (MG), valendo vaga para o qualifying juvenil de Roland Garros, em Paris. Abertura da competição foi nesta quarta-feira (11), com a divulgação das chaves - masculina e feminina - e dos jogos da primeira rodada

 

Belo Horizonte (MG) – Com a realização de 16 jogos, a partir das 9h, nas quadras do Pampulha Iate Clube (PIC), começa nesta quinta-feira (12), em Belo Horizonte (MG), o Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines. O torneio reúne 32 tenistas juvenis no masculino e feminino, até 18 anos, vindos de oito estados do País e do Distrito Federal, e vale vaga para o qualifying juvenil de Roland Garros, no final de maio, em Paris, na França.

Realizado em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, as disputas serão realizadas até domingo (15) e estarão jogando tenistas do Amazonas, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e do Distrito Federal.

Os campeões em Belo Horizonte disputarão o qualifying em Paris com os vencedores dos torneios Roland Garros Junior da Índia e da China. Quem ficar com o título entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros. No ano passado, o mineiro João Ferreira e a paranaense Nathalia Gasparin foram os campeões do Rendez-Vous à Roland Garros, em Florianópolis (SC), e viajaram a Paris para a final entre as nações. O torneio tem um novo nome nesta edição 2018, mas o formato do evento, em parceria com a Longines, é idêntico ao disputado em 2017.

Primeira rodada – A primeira rodada, nesta quinta-feira, com início às 9h, tem programados os seguintes jogos:
Masculino – Mateo Alejandro Barreiros Reyes (SC, cabeça de chave 1) x Jackson Pereira Xavier (CE); Pedro Ferrari Maciel (MG, Wild Card) x Victor Pilla Helal Lopes de Oliveira (SC); Matheus Gozzi De Queiroz (SP, cabeça 3) x Lucas Ribeiro Dini (MG); Gustavo Soares Madureira de Pinho (RJ) x Eduardo Taiguara (SC); João Victor Couto Loureiro (SC) x Miguel Ramondini De Moraes Danelon (PR); Pedro Boscardin Dias (SC, Wild Card) x Rafael Marques da Silva (SP, cabeça 4); Luiz Eduardo de Oliveira dos Santos (PR) x Nino Macario Portugal (DF); Victor Araujo Vialogo de Castro (PR) x Bruno Cardoso Lopes de Oliveira (MG, cabeça 2).

Feminino – Marina Hermanny de Figueiredo (MG, cabeça de chave 1) x Isabela Campos Bifano (SP); Priscila Deliberato Baptista (SP) x Lorena Medeiros Cardoso (GO); Nalanda Teixeira da Silva (GO, cabeça 4) x Thassane Cruz Abrahim (SP); Namie Isago (SC) x Giovanna Coelho Moreira Pereira (MG, Wild Card); Giulia Pereira de Aguiar (MG) x Camilla Emilia Maffei Bossi (SP); Julia Kist Klimovicz (PR) x Ana Paula Cavalcante Costa Melilo (SP, cabeça 3); Erika Wichin Cheng (SP) x Maria Vitória Araújo Salomão (MG, Wild Card); Thais Sakemi Andreotti (PR) x Ana Luiza Andrade Cruz (SP, cabeça 2)

Abertura com Marcelo e Bruno – O Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines já movimentou o Pampulha Iate Clube nesta quarta-feira com o lançamento oficial da competição. A programação teve um bate-bola entre os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares com todos os 32 tenistas juvenis que participam do torneio. Daniel Melo, irmão e treinador de Marcelo, recebeu uma homenagem por ter sido eleito o técnico do ano nas duplas, em 2017, pela ATP. Na sequência, foi realizada a cerimônia de abertura, com a divulgação das chaves masculina e feminina e a primeira rodada.

Entres os presentes, Ricardo Sapi, secretário de esportes de Minas Gerais, Elberto Furtado Júnior, secretário municipal de Esportes e Lazer, o vereador Léo Burgues, Miguel Palmer, gerente da Longines na América Latina e México, Rafael Westrupp, presidente da Confederação Brasileira de Tênis, assim como o representante da Federação Francesa de Tênis, Adrien Groscolas. Todos participaram de um almoço.
Marcelo e Bruno destacaram o bate-bola como um grande estímulo para os jovens jogadores. “Fiquei muito feliz em ver os meninos baterem bola com a gente e mais feliz ainda por sentir que estou fazendo um trabalho que permite, a mim e ao Bruno, sermos exemplo dessa nova geração. Eles podem ter o sonho de um dia conquistarem o espaço que nós conquistamos”, afirmou Marcelo, tenista número 1 do mundo no ranking individual de duplas e recém-eleito atleta do ano pelo COB, que é o embaixador no Brasil do torneio.

“É bom para dar visibilidade ao tênis, principalmente pelo fato do torneio acontecer num lugar como este, um clube que é como um parque desse esporte. E bater bola com esses jogadores, ainda juvenis, permite que eles tenham um contato com a competição profissional", observou Bruno, 15º no ranking de duplas.

Adrien Groscolas veio ao País para o torneio e se mostrou encantado, não só com a competição, mas com o lugar onde está sendo realizado. “Magnífico. É importante para Roland Garros que exista um espaço como esse no Brasil. O piso é de saibro, semelhante ao que temos em Paris. Além do mais, essa é a quarta vez consecutiva que o País sedia o evento. Queremos que continue a ser disputado aqui”, garantiu.

"O Brasil e Minas Gerais vivem um novo momento no tênis. É muito bom que aconteça em Belo Horizonte, em um estado muito importante para o tênis brasileiro. O momento é tão especial, que Marcelo Melo, um mineiro, é o embaixador para o Brasil de Roland Garros", disse Rafael Westrupp, presidente da CBT. 
A Plataforma "Rendez-vous à Roland-Garros"

O "Rendez-vous à Roland-Garros" faz parte do desenvolvimento do torneio Roland-Garros no exterior.

A Federação Francesa de Tênis firmou um acordo com a Confederação Brasileira de Tênis, desde 2015, que permitiu a organização do Roland-Garros Junior Wild Card Competition, em parceria com a Longines, por três anos, um torneio infantojuvenil no Brasil que deu a possibilidade aos melhores brasileiros de ganhar o seu espaço dentro da chave principal júnior de Roland-Garros.

Hoje, o "Rendez-Vous à Roland-Garros" evoluiu e se tornou uma plataforma de eventos, tendo como a primeira etapa o Roland-Garros Junior Wild Card Competition, em parceria com a Longines, na cidade de Belo Horizonte. Esta nova estratégia será então dividida em vários aspectos:

• O "RGeSeries by BNP Paribas" será a disputa  em torno de um jogo de videogame de tênis em que as finais mundiais terão lugar no estádio Roland-Garros durante o torneio;
• A certificação dos mais belos clubes brasileiros de saibro com a certificação "Roland-Garros Club";
• E o RG amateur Series by Peugeot, circuito de Torneios Amadores em todo o Brasil.

“Nosso acordo de cooperação assinado há quatro anos com a CBT está provando ser um verdadeiro sucesso. Nós estamos, portanto, satisfeitos em poder aumentar ainda mais o local que Roland-Garros ocupa no coração dos brasileiros, que evidentemente tem uma relação privilegiada com nosso torneio após as três vitórias de Gustavo Kuerten em Porte d’Auteuil” explica Bernard Giudicelli, Presidente da Federação Francesa de Tênis. 

Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines
Local: Pampulha Iate Clube (Rua Gandu – entrada lateral do squash)
Data: 12 a 15 de Abril

Roland-Garros tem página em português - Para se aproximar ainda mais dos fãs brasileiros, Roland-Garros lançou uma fan page em português. A página terá também informações do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines.
Segue o link: https://www.facebook.com/RolandGarros/?ref=br_rs

Sobre a Longines - Com sede em Saint-Imier, na Suíça, desde 1832, a casa de relojoaria Longines tem know-how forjado na tradição, elegância e desempenho. Herdeira de longa experiência como cronometrista de campeonatos mundiais ou parceira de federações internacionais, a Longines vem construindo, ao longo dos anos, laços fortes e duradouros com o mundo do esporte. Reconhecida pela elegância de seus relógios, a Longines é membro do Swatch Group S.A., fabricante líder mundial de produtos de relojoaria. Usando uma ampulheta alada como seu emblema, a marca está estabelecida em mais de 150 países.

 

 

Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines: Marcelo e Bruno são atrações da abertura
Nesta quarta-feira (11), a partir das 9h30, os mineiros farão um bate-bola com os tenistas participantes e, em seguida, serão divulgadas as chaves - masculina e feminina - e a primeira rodada do torneio no Pampulha Iate Clube, na capital mineira. No feminino já estão definidas as duas wild cards

 

São Paulo (SP) – A abertura do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines, nesta quarta-feira (11), terá como atração um bate-bola entre os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares com todos os 32 tenistas juvenis que participarão do torneio. Eles estarão na quadra do Pampulha Iate Clube (PIC), em Belo Horizonte (MG), a partir das 9h30, dando início à programação de lançamento da competição. Melo, tenista número 1 do mundo no ranking individual de duplas e recém-eleito atleta do ano pelo COB, é o embaixador no Brasil da disputa. Bruno ocupa atualmente o 15º lugar no ranking.

Na sequência, às 11 horas, haverá a cerimônia de abertura, com todos os participantes, representantes de Roland-Garros e diretores do PIC, além de Marcelo e Bruno, quando serão divulgadas as chaves da competição – masculina e feminina – e a primeira rodada do torneio. Depois está programado um almoço para imprensa e convidados.

O Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines será disputado entre esta quinta-feira (12) e domingo (15), com a participação de 32 juvenis, de até 18 anos, vindos de oito estados do País - Amazonas, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo - e do Distrito Federal, valendo vaga para o qualifying juvenil de Roland Garros, em Paris, na França, no final de maio.

Realizado em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, o  torneio reúne 14 pré-classificados em cada chave e dois wild cards. Nesta terça-feira (10), foram definidos os dois convites no Feminino: Maria Vitoria Salomão, de 17 anos, do Pampulha Iate Clube, e Giovanna Moreira Pereira, de 16 anos, de Coronel Fabriciano, no interior do Estado.

Os campeões em Belo Horizonte disputarão o qualifying em Paris com os vencedores dos torneios Roland Garros Junior da Índia e da China. Quem ficar com o título entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros.

No ano passado, o mineiro João Ferreira e a paranaense Nathalia Gasparin foram os campeões do Rendez-Vous à Roland Garros, em Florianópolis (SC), e viajaram a Paris para a final entre as nações. O torneio tem um novo nome nesta edição 2018, mas o formato do evento, em parceria com a Longines, é idêntico ao disputado em 2017.

Os pré-classificados

18 Anos Masculino / Simples
Mateo Reyes (Florianópolis-SC), Bruno de Oliveira (Belo Horizonte-MG), Matheus De Queiroz (Campinas-SP), Rafael Marques da Silva (São Paulo-SP), Jackson Xavier (Fortaleza-CE), Luiz Eduardo dos Santos (São Paulo-SP), Eduardo Taiguara (Curitiba-PR), Victor de Castro (Marília-SP), João Victor Loureiro (Joinville-SC), Victor de Oliveira (Balneário Camboriu-SC), Lucas Dini (Ubá-MG), Miguel Danelon (Londrina-PR), Gustavo de Pinho (Rio de Janeiro-RJ) e Nino Portugal (Brasília-DF).

18 Anos Feminino /Simples
Marina de Figueiredo (Belo Horizonte-MG), Ana Luiza Cruz (São Paulo-SP), Ana Paula Melilo (São Paulo-SP), Nalanda da Silva (Minacu-GO), Julia Klimovicz (Curitiba-PR), Lorena Cardoso (Goiatuba-GO), Thais Andreotti (Curitiba-PR), Thassane Abrahim (Manaus-AM), Priscila Baptista (São Bernardo-SP), Namie Isago (Joinville-SC), Camila Bossi (São Paulo-SP), Isabela Bifano (Campinas-SP), Erika Cheng (São Paulo-SP) e Giulia de Aguiar (Juiz de Fora-MG).

Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines
Local: Pampulha Iate Clube (Rua Ilha Grande, 555 - Jardim Atlântico)
Data: dia 11 - Cerimônia de Abertura; de 12 a 15 - Torneio
Roland-Garros tem página em português - Para se aproximar ainda mais dos fãs brasileiros, Roland-Garros lançou uma fan page em português. A página terá também informações do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines.
Segue o link: https://www.facebook.com/RolandGarros/?ref=br_rs

 

 

 

O mineiro João Loureiro é destaque do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines
Torneio será disputado entre esta quinta-feira (12) e domingo (15), em Belo Horizonte (MG), valendo vaga para o qualifying juvenil de Roland Garros. Loureiro chega à capital mineira após integrar a equipe brasileira na Copa Davis, na Colômbia

 

São Paulo (SP) – O mineiro João Loureiro, radicado em Joinville (SC) há três anos, estará esta semana em Belo Horizonte (MG) como um dos destaques do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines. O torneio reúne 32 tenistas juvenis, até 18 anos, no masculino e no feminino, de diferentes regiões do País, valendo vaga para o qualifying juvenil de Roland Garros, em Paris, no final de maio. O lançamento oficial será nesta quarta-feira (11) e as disputas entre quinta (12) e domingo (15), no Pampulha Iate Clube.

João, 15 anos, chega à capital mineira depois de integrar a equipe brasileira que disputou a segunda rodada do Zonal Americano I, em Barranquilla, na Colômbia. A ida dos juvenis para a Copa Davis faz parte do Programa de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Tênis (CBT). Número 1 dos 16 anos na Gira Cosat, classificado para a Gira Europeia do meio do ano, ganhou quatro títulos na Gira Sul-Americana, incluindo o Banana Bowl.

“Será, sem dúvida, um torneio bem difícil, com bons jogadores e muito importante, em que o campeão vai ter oportunidade de tentar um lugar em Roland Garros, que deve ser uma experiência incrível. Vou com tudo para tentar ganhar essa vaga, dando o meu máximo na quadra”, afirmou João, que treina na RS Tennis, em Joinville, com Ricardo Schlachter, que também esteve em Barranquilla, integrando a comissão técnica brasileira.

A experiência, o clima da Davis, a oportunidade de estar com a equipe brasileira e aprender, João quer usar, agora, em sua carreira. “Quero levar o aprendizado desta semana na Davis para o torneio e, também, para o meu dia a dia. Treinar com alguns dos melhores tenistas do País foi uma oportunidade incrível, aprendendo todos os dias muitas coisas. Agora é colocar em prática, para seguir sempre evoluindo”, completou.

Vaga em Paris - Realizado em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, o Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines reunirá tenistas de oito estados do País e do Distrito Federal - Amazonas, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. São catorze pré-classificados e dois wild cards nas chaves masculina e feminina.

O torneio classificará os campeões para jogar o qualifying juvenil de Roland-Garros. Eles disputarão o quali em Paris com os vencedores dos torneios Roland Garros Junior da Índia e da China. Quem ficar com o título entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros.

Equilíbrio em BH - A expectativa é de equilíbrio em busca do título, tanto no feminino como no masculino. Estarão na quadra alguns dos principais nomes do Brasil no ranking infanto-juvenil da ITF, como o catarinense Mateo Reyes e o mineiro Bruno de Oliveira, os dois melhores pré-classificados no masculino, e a mineira Marina de Figueiredo e a paulista Ana Luiza Cruz, destaques no feminino.
Lançamento nesta quarta-feira - O Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines será lançado nesta quarta-feira no Pampulha Iate Clube. A programação começa às 9h30 com os tenistas Marcelo Melo e Bruno Soares, que farão um bate-bola com todos os jogadores que disputarão o torneio. Em seguida, às 11 horas, está marcada a cerimônia de abertura, com os participantes, representantes de Roland-Garros e diretores do Pampulha Iate Clube, além de Marcelo e Bruno, quando serão divulgadas as chaves da competição. Depois haverá um almoço para imprensa e convidados.  Melo, número 1 do mundo no ranking individual de duplas e recém-eleito atleta do ano pelo COB, é o embaixador no Brasil do torneio. 
Credenciamento - Os jornalistas interessados em realizar a cobertura do lançamento desta quarta-feira (11) e do torneio devem entrar em contato pelo e-mail redacao@zdl.com.br informando nome, veículo, cargo e telefone, para fazer o credenciamento. 
Roland-Garros tem página em português - Para se aproximar ainda mais dos fãs brasileiros, Roland-Garros lançou uma fan page em português. A página terá também informações do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines.
Segue o link: https://www.facebook.com/RolandGarros/?ref=br_rs

 

 

Marcelo Melo e Bruno Soares, atrações na abertura do Roland-Garros Junior
Na quarta-feira (11), no lançamento do torneio, mineiros farão um bate-bola com os tenistas juvenis classificados para o torneio que começa na quinta-feira (12), no Pampulha Iate Clube, em Belo Horizonte (MG). Marcelo e Bruno viajam à noite para Monte Carlo

 

São Paulo (SP) – Os 32 jogadores e jogadoras classificados para o Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines terão uma oportunidade única na próxima quarta-feira (11), na quadra do Pampulha Iate Clube, em Belo Horizonte. A partir de 9h30, Marcelo Melo e Bruno Soares farão um bate-bola com todos os tenistas que disputarão o torneio, que reúne juvenis, até 18 anos, de diferentes regiões do País, valendo vaga para o qualifying juvenil de Roland Garros, em Paris, no final de maio. 

Em seguida, às 11 horas, está marcada a cerimônia de abertura, com todos os participantes, representantes de Roland-Garros e diretores do Pampulha Iate Clube, além de Marcelo e Bruno, quando serão divulgadas as chaves da competição, com início na quinta-feira (12) até domingo (15). Depois haverá um almoço para imprensa e convidados. 

Melo, tenista número 1 do mundo no ranking individual de duplas e recém-eleito atleta do ano pelo COB, é o embaixador no Brasil do torneio. E, após o lançamento, viaja, assim como Bruno, para Mônaco, onde disputa o Masters 1000 de Monte Carlo, entre os dias 15 e 22 deste mês.

"Será muito legal fazer esse bate-bola com o Bruno e a garotada que está inscrita no torneio. É uma forma de incentivá-los a continuar firme na carreira com essa oportunidade de garantir uma vaga na chave juvenil de Roland-Garros", afirma Marcelo.

Bruno, 15º no ranking de duplas, também elogiou a realização do torneio. "Poder jogar em Roland-Garros deve ser um sonho de todos e o torneio dá essa chance. E ter a competição em Belo Horizonte é muito legal para o tênis mineiro, principalmente depois das mudanças que a Federação local teve no ano passado", disse Bruno, 15. no ranking de duplas. 

Vaga em Paris - Realizado em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, o Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines classificará os campeões para jogar o qualifying juvenil de Roland Garros, em Paris, na França, no final de maio.

Participarão tenistas de oito estados do País e do Distrito Federal -  Amazonas, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. São catorze pré-classificados e dois wild cards nas chaves masculina e feminina. 

Os campeões em Belo Horizonte disputarão o qualifying em Paris com os vencedores dos torneios Roland Garros Junior da Índia e da China. Quem ficar com o título entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros.

Roland-Garros tem página em português - Para se aproximar ainda mais dos fãs brasileiros, Roland-Garros lançou uma fan page em português. A página terá também informações do Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines.
Segue o link: https://www.facebook.com/RolandGarros/?ref=br_rs

 

 

São Paulo terá 10 tenistas no Roland-Garros Junior Wild Card Competition em Belo Horizonte
Torneio será disputado no Pampulha Iate Clube, na capital mineira, de 12 a 15 deste mês, e classificará os campeões para disputar o qualifying da competição juvenil de Roland Garros, em Paris, na França

 

São Paulo (SP) – Dez tenistas do estado de São Paulo disputarão, de 12 a 15 deste mês, em Belo Horizonte (MG), o Roland-Garros Junior Wild Card Competition. O torneio reúne juvenis, até 18 anos, no feminino e no masculino, de diferentes regiões do País. Realizada em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, a competição será nas quadras do Pampulha Iate Clube e classificará os campeões para jogar o qualifying juvenil de Roland Garros, em Paris, na França, no final de maio.

São catorze pré-classificados e mais dois wild cards - a serem anunciados na próxima semana -, tanto na chave masculina como na feminina. No masculino, entre os pré-classificados estarão em busca do título os paulistas Matheus De Queiroz, de Campinas; Rafael Marques da Silva e Luiz Eduardo dos Santos, da Capital Paulista; e Victor de Castro, de Marília. No feminino, Ana Luiza Cruz, Ana Paula Melilo, Camilla Bossi e Erika Cheng, da Capital Paulista; Priscila Baptista, de São Bernardo, na Grande São Paulo, e Isabela Bifano, de Campinas.

O Roland-Garros Junior Wild Card Competition terá lançamento no dia 11, no Pampulha Iate Clube, com a presença do mineiro Marcelo Melo, embaixador no Brasil do torneio, tenista número 1 do mundo no ranking individual de duplas e recém-eleito atleta do ano pelo COB.

Além de São Paulo, participarão tenistas de mais sete estados do País e do Distrito Federal - Amazonas, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

Os campeões em Belo Horizonte, no masculino e no feminino, disputarão o qualifying em Paris com os vencedores dos torneios Roland Garros Junior da Índia e da China. Quem ficar com o título entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros.

O torneio tem um novo nome nesta edição 2018, mas o formato do evento, em parceria com a Longines, é idêntico ao Rendez-Vous à Roland Garros, disputado em Florianópolis (SC), em 2017, quando o mineiro João Ferreira e a paranaense Nathalia Gasparin foram campeões.


Roland-Garros tem página em português - Para se aproximar ainda mais dos fãs brasileiros, Roland-Garros lançou uma fan page em português. A página terá também informações do Roland-Garros Junior Wild Card Competition. 

Segue o link: https://www.facebook.com/RolandGarros/?ref=br_rs


 

 

Minas Gerais terá quatro tenistas no Roland-Garros Junior Wild Card Competition em Belo Horizonte
Torneio será disputado no Pampulha Iate Clube, na capital mineira, de 12 a 15 deste mês, e classificará os campeões para disputar o qualifying da competição juvenil de Roland Garros, em Paris, na França

 

São Paulo (SP) – Quatro tenistas de Minas Gerais disputarão, de 12 a 15 deste mês, em Belo Horizonte (MG), o Roland-Garros Junior Wild Card Competition. O torneio reúne juvenis, até 18 anos, no feminino e no masculino, de diferentes regiões do País. Realizada em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, a competição será nas quadras do Pampulha Iate Clube e classificará os campeões para jogar o qualifying juvenil de Roland Garros, em Paris, na França, no final de maio.

São catorze pré-classificados e mais dois wild cards - a serem anunciados na próxima semana -, tanto na chave masculina como na feminina. No masculino, entre os pré-classificados estarão em busca do título os mineiros Bruno de Oliveira, de Belo Horizonte, e Lucas Dini, de Ubá. No feminino,  Marina de Figueiredo, de Belo Horizonte, e Giulia de Aguiar, de Juiz de Fora.
O Roland-Garros Junior Wild Card Competition terá lançamento no dia 11, no Pampulha Iate Clube, com a presença do mineiro Marcelo Melo, embaixador no Brasil do torneio, tenista número 1 do mundo no ranking individual de duplas e recém-eleito atleta do ano pelo COB.

Além de Minas Gerais, participarão tenistas de mais sete estados do País e do Distrito Federal - Amazonas, Ceará, Goiás, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

Os campeões em Belo Horizonte, no masculino e no feminino, disputarão o qualifying em Paris com os vencedores dos torneios Roland Garros Junior da Índia e da China. Quem ficar com o título entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros.

O torneio tem um novo nome nesta edição 2018, mas o formato do evento, em parceria com a Longines, é idêntico ao Rendez-Vous à Roland Garros, disputado em Florianópolis (SC), em 2017, quando o mineiro João Ferreira e a paranaense Nathalia Gasparin foram campeões.


Mais informações sobre Roland-Garros:
Fan page: https://www.facebook.com/RolandGarros/?ref=br_rs

 

 

Roland-Garros Junior Wild Card Competition define classificados das chaves masculina e feminina
Torneio será disputado entre os dias 12 e 15 de abril, no Pampulha Iate Clube, em Belo Horizonte (MG), dando oportunidade aos tenistas brasileiros de buscarem uma vaga na chave principal juvenil do Grand Slam, em Paris, na França

 

São Paulo (SP) – A capital mineira, Belo Horizonte, receberá, entre os dias 12 e 15 de abril, o Roland-Garros Junior Wild Card Competition, reunindo tenistas juvenis, no feminino e no masculino, de diferentes regiões do País. Realizada em conjunto pela Confederação Brasileira de Tênis e a Federação Francesa de Tênis, a competição será disputada nas quadras do Pampulha Iate Clube e dá chance aos participantes de buscar uma vaga na chave principal juvenil de um dos mais importantes torneios do calendário, o de Roland Garros, Grand Slam disputado em Paris, na França. O lançamento oficial está marcado para o dia 11, seguido dos quatro dias de jogos.

O Roland-Garros Junior Wild Card Competition é voltado para a categoria 18 anos, masculina e feminina, com chave de 16 jogadores entre os tenistas com melhor ranking ITF e, depois, entre os mais bem colocados no ranking da CBT. São catorze pré-classificados e dois wild cards.

Estarão participando tenistas de oito estados do País e do Distrito Federal -  Amazonas, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

Os campeões disputarão o qualifying em Paris com os vencedores dos torneios Roland Garros Junior da Índia e da China. Quem ficar com o título na disputa entre os países entra direto na chave principal juvenil de Roland-Garros.

“O RGJWC, em parceria com a Longines, é um complemento ao nosso circuito infantojuvenil, e tem um apelo extra, pois oferece a possibilidade para que os nossos juvenis possam participar de um dos mais importantes torneios do mundo. Neste ano de 2018, apenas três países terão esta oportunidade e é um privilégio que o Brasil seja um deles”, ressalta Rafael Westrupp, presidente de CBT.

O torneio tem um novo nome nesta edição 2018, mas o formato do evento, em parceria com a Longines, é idêntico ao Rendez-Vous à Roland Garros, disputado em Florianópolis (SC), em 2017.

No ano passado, o mineiro João Ferreira e a paranaense Nathalia Gasparin foram campeões em Florianópolis e viajaram a Paris para a final entre as nações. Em 2015, o paulista Gabriel Decamps venceu a disputa dos países e garantiu uma vaga na chave principal do Grand Slam juvenil, assim como o brasiliense Gabriel Wagner, em 2016.

Os pré-classificados

18 Anos Masculino / Simples
Mateo Reyes (Florianópolis-SC), Bruno de Oliveira (Belo Horizonte-MG), Matheus De Queiroz (Campinas-SP), Rafael Marques da Silva (São Paulo-SP), Jackson Xavier (Fortaleza-CE), Luiz Eduardo dos Santos (São Paulo-SP), Eduardo Taiguara (Curitiba-PR), Victor de Castro (Marília-SP), João Victor Loureiro (Joinville-SC), Victor de Oliveira (Balneário Camboriu-SC), Lucas Dini (Ubá-MG), Miguel Danelon (Londrina-PR), Gustavo de Pinho (Rio de Janeiro-RJ) e Nino Portugal (Brasília-DF).

18 Anos Feminino /Simples
Marina de Figueiredo (Belo Horizonte-MG), Ana Luiza Cruz (São Paulo-SP), Ana Paula Melilo (São Paulo-SP), Nalanda da Silva (Minacu-GO), Julia Klimovicz (Curitiba-PR), Lorena Cardoso (Goiatuba-GO), Thais Andreotti (Curitiba-PR), Thassane Abrahim (Manaus-AM), Priscila Baptista (São Bernardo-SP), Namie Isago (Joinville-SC), Camila Bossi (São Paulo-SP), Isabela Bifano (Campinas-SP), Erika Cheng (São Paulo-SP) e Giulia de Aguiar (Juiz de Fora-MG).

 

 

 

Voltar ao topo

 

HOME